PAREDE SECA OU DRYWALL

Oi pessoal, tudo bem? Vocês conhecem Parede Seca? Talvez seja um termo meio desconhecido para vocês…Mas se eu mudar para Drywall? Aí sim!

Bom, drywall ou parede seca (gesso acartonado) é o termo usual para o sistema construtivo, o preferido dos arquitetos de interiores. Mas o que é isto? É um sistema industrializado já pré- fabricado feito de gesso e placa de aço. Essa técnica foi iniciada nos Estados Unidos mas hoje está com tudo nas construções brasileiras. E como hoje eu estava fazendo alguns projetos de forro com gesso acartonado e modificando alguns layouts com drywall, resolvi compartilhar algumas dicas e informações sobre este produto

Dica 01- Acho que a principal vantagem de utilizar o drywall é a rapidez da obra e a facilidade de corte e execução de projeto. É um produto mais leve que o tijolo e fornece menos sujeira para a obra.

Dica 02- Como ele é feito? O sistema é composto por placas de gesso (gesso + papel cartão) parafusado em uma estrutura de aço, denominados de montantes ou guias

Dica 03- Há três tipos de drywall: placas standard, destinada a áreas secas; placas para áreas resistentes ao fogo e placas resitentes à umidade, utilizadas em áreas molhadas. E visualmente o que diferencia entre elas é a cor de uma das faces

Dica 04- Uma dica importante: é na face colorida que a placa vai receber o acabamento com tintas, pastilhas, cerâmicas…

Dica 05 – O sistema é ótimo para fazer fechamentos de pequenos espaços como depósitos, escadas..

Dica 06 – Resistência e segurança. Existem algumas normas da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) que exigem índices mínimos de segurança para substituir as alvenarias por drywall. O material tem que ser resistente para alguns impactos e pesos

Dica 07 – Imóveis com paredes internas construídas com drywall é necessário pedir um memorial técnico para a construtura para verificar qual o local que há reforço estrutural no caso de pendurar televisores, prateleiras ou quadros. Tenho visto poucas plantas com estas indicações. E para fazer o furo no material, alguns acessórios e parafusos especiais são recomendados. Não podemos utilizar parafuso e bucha (utilizada em parede de tijolo) para fazer a fixação. Existe a bucha específica para drywall

Dica 08 – Em caso de reformas, é possível fazer um reforço estrutural para pendurar televisão e outros objetos. Neste caso, é preciso distribuir o peso entre os montantes, ou seja, colocar um suporte entre os perfis de aço. Assim, evita que a placa de gesso trinque

Dica 09 – Acústica – O sistema apresenta um ótimo desempenho acústico se ele for utilizado e instalado corretamente. O problema é que normalmente não há uma previsão de projeto acústico adequado ( como o preenchimento de lã de rocha, mantas..) e na obra o sistema não é instalado corretamente. Por exemplo, uma borracha guia que fixa o montante no piso pode resolver muitos problemas de ruído. Um outro problema é a falta de fiscalização na obra com conhecimento técnico. E depois… O usuário que sofre com os problemas de acústica.

Dica 10 – Atenção para a instalação do forro e projeto luminotécnico. Os montantes que seguram a placa normalmente são instalados com uma distância de 60cm. Entretanto, esta distância não é fixa. É necessário ter atenção nos pontos previstos paras as luminárias. É melhor deslocar o montante do que deixar a luz com focos indesejáveis

 1797452_230276357156436_1425338329_n
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s