4 vantagens do teto de gesso

520a6f699274d

1. Iluminação garantida

Esse é o principal motivo para as pessoas instalarem o gesso no ambiente. Sabemos que a iluminação é o ponto forte na decoração, e consequentemente, levará aconchego ao ambiente. Neste caso, embutir luminárias, brincar com os modelos (ora trilhos, ora spots), fazer rasgos de luz, instalar pendentes em qualquer lugar são um dos quesitos do teto do gesso.

2. Uniformizar a estrutura aparente

Todas as imperfeições da parede e as vigas aparentes ficam ocultas com a colocação do teto de gesso.

3. Passar fios e cabos

Percorrer os fios e encanamentos para uma outra área da casa é algo comum na reforma, como ocorre com redes de TV a cabo ou com a tubulação do ar condicionado. Qualquer tipo de passagem elétrica e hidráulica pode ser escondida com o teto de gesso, sem a necessidade de quebrar parede ou piso.

4. Decoração

Seja criativo e projete corretamente seu teto de gesso junto com o layout dos mobiliários. Com ele é possível criar níveis no teto, deixando uma parte rebaixada e a outra não, uma parte curvada e o restante com aspecto liso, inserir molduras, acabamentos e etc.

20180220teto-de-gesso-3-1

Fonte: decorfacil

Fotos: retiradas da internet


Para mais informações e pedidos de orçamento deixe seus dados no formulário abaixo que em breve retornaremos;

Anúncios

Iluminação em forro e sanca de gesso

pop-board-500x500

A iluminação da casa é uma questão muito importante na hora de construir ou decorar. Afinal, um ambiente bem iluminado, com pontos corretos de luz, se torna mais amplo, moderno e aconchegante.

Mas você sabia que a iluminação em forro e sanca de gesso é uma alternativa cada vez mais usada no design de interiores, por sua praticidade e sofisticação?

Para não restar dúvidas na hora de iluminar a residência, preparamos aqui um guia definitivo sobre esse assunto. Acompanhe!

Tipos e efeitos de iluminação em gesso

A sanca de gesso é como uma moldura e fica na parte em que o forro e a parede se encontram. Ela pode ter vários modelos, que geram diferentes efeitos de iluminação. Confira alguns:

  • sanca aberta: as lâmpadas ficam embutidas dentro da sanca. A luz reflete no teto, formando uma iluminação indireta e dispersa;
  • sanca fechada: é completamente fechada em gesso e a iluminação é feita por meio de luzes pequenas, chamadas de spots;
  • sanca invertida: a sanca invertida possui o meio fechado e os cantos entre a sanca e a parede abertos. A iluminação interna fica invisível e reflete nas paredes e teto;
  • forro de gesso: o forro de gesso é um espaço que fica afastado alguns centímetros da parede, criando um pequeno vão e a impressão de que o teto está flutuando. Diferencia-se da sanca invertida porque, nesse caso, os pontos de luz não ficam embutidos e refletindo na parede ou no teto. A iluminação é feita de forma direta, por meio de spots.

Cuidados na hora da construção

Para fazer a iluminação em forro e sanca de gesso é preciso que o pé direito do ambiente perca pelo menos 12 cm. Assim, a luz pode ser direcionada para determinado espaço do ambiente.

Os modelos mais usados de luminárias são os spots, por causa do seu tamanho pequeno e pela facilidade com que podem ser direcionadas.

Prós e contras da iluminação em forro e sanca

Além da versatilidade que os forros e sancas de gesso oferecem à iluminação, eles também são vantajosos em questões estruturais. O gesso permite a criação de diversos formatos pré-moldados, com acabamento impecável.

É um isolante térmico e acústico, protegendo a casa de barulhos externos e mantendo a temperatura do ambiente agradável. Além disso, a facilidade na manutenção permite que problemas como vazamentos possam ser resolvidos facilmente, sem precisar fazer grandes reformas.

Fonte: http://www.eletroenergia.com.br/

Feliz Páscoa

A Páscoa vem trazendo uma mensagem de paz, esperança e amor. Feliz Páscoa!

pascoa

Como calcular a quantidade de forro de PVC

lam2_1600x500

Forros de PVC podem ajudar a resolver diversos problemas, inclusive reduzir a temperatura ambiente.

Mas para fazer a instalação devida, é preciso saber como calcular o as peças necessárias para o ambiente que você quer transformar.

O forro de PVC é vendido em lâminas com 20 centímetros de largura e pode ter comprimentos variados. Para saber a quantidade de placas que você vai precisar e o comprimento delas, basta fazer algumas medidas simples.

Meça o tamanho das paredes e escolha qual você prefere que as placas sigam a direção. Uma dica que pode ajudar a dar a impressão de ambiente mais amplo é utilizar a parede mais longa como referência para o comprimento das lâminas.

A partir daí, utilize a medida da parede menor como referência para estimar quantas placas serão necessárias. Por exemplo, se você possui uma sala de sete metros por cinco metros, as placas deverão ter sete metros de comprimento. Para utilizando a parede menor como parâmetro para calcular a quantidade de lâminas necessárias basta dividir o seu comprimento pela largura das peças. No exemplo citado, seriam 5m divididos por 0,2m. Então seriam necessárias 25 peças de pvc para construir o forro no cômodo.

Além das placas, você também vai precisar calcular outros materiais necessários para a instalação.

As lâminas de PVC precisam de uma estrutura metálica que a apoie, garantido que elas não irão desabar. Essa estrutura é construída com sarrafos de metal, cantoneiras internas e externas, parafusos, réguas de acabamentos, e emendas para as placas. A estrutura de metal a ser construída precisa formar um quadriculado com vigas atravessando horizontalmente o plano onde as lâminas devem ficar. Cada barra deve ficar a uma distância de 50 centímetros da seguinte.

Faça os furos sempre conferindo se eles estão alinhados com os da parede oposta. Encaixe as barras de metalon nos furos das paredes. Coloque-as em paredes opostas. Fixe as réguas de acabamento na parede, logo abaixo da estrutura de metalon. Para fazer a junção entre as réguas de acabamento de uma parede e outra, utilize os cantos (internos ou externos). Encaixe as lâminas de PVC entre as réguas de acabamento e as barras de metalon. Após do encaixe da última, prenda-as no metalon com parafusos. Para realizar esse trabalho é preciso ter todos os produtos na quantidade correta.

Para pedido de orçamento de forro pvc e instalação de forros, deixe seu contato no formulário abaixo que em breve retornaremos:

Forros

foto-elegancy-PROPAGANDA

Peça seu orçamento através de nosso formulário abaixo

Dia da Mulher

Uma homenagem ao Dia Internacional da Mulher

DIA-DA-MULHER

Troque alvenaria por Drywall

loja-bx

Flexibilidade é um termo freqüentemente associado à tecnologia do drywall. Não sem motivo. De um lado, é possível projetar e montar paredes, forros e revestimentos com curvas, recortes e outros detalhes que, pelos métodos construtivos convencionais, demandariam muito mais tempo, impondo dificuldades. Isso assegura aos arquitetos e designers de interiores ampla liberdade de criação.

Paredes-Curvas-com-Drywall

Por outro lado, casas e apartamentos com paredes internas em drywall podem ter sua distribuição física modificada com grande facilidade. A remoção de paredes existentes pode ser feita com rapidez e praticamente sem sujeira, o mesmo ocorrendo com a montagem de novas paredes. Hoje, grandes construtoras já oferecem essa flexibilidade como uma vantagem a mais aos seus clientes – que, assim, têm a possibilidade de adquirir um imóvel com um layout interno de acordo com as características de sua família, modificá-lo sem problemas no futuro, quando a família crescer ou diminuir, e ainda contar, em razão dessa flexibilidade, com maior facilidade para a eventual revenda da casa ou do apartamento.

drywall-em-áreas-úmidasAlém disso banheiros e áreas molhadas, como as de serviço por exemplo, também podem se beneficiar desta tecnologia inovadora que são as paredes de drywall, pois recebem tratamento especial.

 

 

Fonte: Drywall.org

Fotos retiradas da internet

Para mais informações e pedido de orçamento NÃO PERCA TEMPO, deixe seus dados no formulário abaixo que teremos o prazer de atendê-lo: