O que é obra seca??

Obra seca é o termo do momento!! Muitas vezes temos reparos e obras a fazer em casa, apartamento ou escritório e nos deparamos com a dor de cabeça de ter que enfrentar uma obra demorada e que gera muito entulho. Mas com uma obra “seca”, que economiza tempo e dinheiro, não temos mais que nos preocupar tanto com aquela obra que temos que fazer! Trata-se de um tipo de construção que não necessita de tempo de secagem porque são utilizados materiais que podem ser incorporados diretamente a um sistema de montagem, já que vão colados, pregados ou encaixados

Segue abaixo dicas de como fazer e contratar a tão sonhada reforma sem sujeira ( ou quase sem sujeira):

downloadPisos. A opção mais barata − e que não requer obra − para mudar o piso é usar pisos vinílicos ou linóleos autoadesivos, que se colocam facilmente por cima do antigo e são resistentes à umidade, embora possam se deteriorar rapidamente. No entanto, se você busca um resultado um pouco mais consistente, pode ser que essa não seja a melhor alternativa. Outra opção de maior qualidade é o chão de resina. Nenhum desses pisos exige obra, e eles são 30% mais baratos que os cerâmicos. Também existem cerâmicas de encaixe que funcionam da mesma maneira.

Portas. Trocar as portas da casa pode ter um custo significativo, principalmente se seu tamanho ou sua abertura estiverem fora dos padrões, o que exigirá um trabalho sob medida. Para reduzir o custo, existe a opção de lixá-las e voltar a pintá-las da cor que se prefira.

imagesDrywall em vez de tijolo. O drywall é outro tipo de estrutura divisória seca. Trata-se de placas de gesso laminadas entre duas camadas de papelão, com diferentes grossuras e medidas, que podem ser utilizadas como paredes divisórias, estantes ou forros decorativos. É mais rápido de colocar e gera menos entulho que o tijolo − embora, claro, seja menos resistente e menos isolante −, além de poder ser pintado diretamente.

Um exemplo desta agilidade é a instalação das tubulações , que são passadas pelo interior das paredes facilitando a execução. Quando há necessidade de um reparo , por exemplo, só é necessário fazer um recorte na parede, retirando uma parte da placa, suficiente para proporcionar acesso à parte interna da parede. Depois de efetuado o reparo, fecha-se a parede encaixando o mesmo pedaço de chapa retirado. Ao final, esse é um trabalho rápido, limpo e seco que não gera resíduo.

Como exemplos práticos, os painéis de drywall permitem fazer forros, divisórias ou estantes de forma rápida e simples

images (1)Iluminação. Aqui não é possível aplicar a técnica da obra seca. Neste caso, uma análise prévia da distribuição interna do imóvel, para saber com exatidão onde precisamos de mais ou de menos iluminação, é essencial para conseguir reduzir o preço da obra. Basicamente, a forma de diminuir o custo é reduzir ao máximo que for possível o número de tomadas ou pontos de luz a instalar. Lembrando que, pelas normas, é preciso instalar no mínimo três tomadas elétricas por cômodo e uma em cada zona de passagem. Uma prática habitual que reduz custos é aproveitar, na medida do possível, a tubulação elétrica existente. Para esconder fios de abajures ou extensões, podem ser usadas canaletas de plástico que depois podem ser pintadas da cor da parede ou do teto.

VANTAGENS DA CONSTRUÇÃO A SECO:

►Velocidade na execução das paredes em fechamentos externos ou internos, tendo como conseqüência, um aumento de produtividade.
►As placas são leves e de fácil manuseio.
►Ganho de área útil, em função da menor espessura das paredes.
►As instalações são executadas no interior das paredes e antes do fechamento das mesmas, facilitando e agilizando este trabalho e eliminando a perda de materiais.
►Elevada resistência a impactos e ação da umidade.
►Redução de cargas nas estruturas e fundações, devido ao menor peso por m² de parede acabada, resultando em economia na fundação.

VANTAGENS PARA O MEIO AMBIENTE:

►Não produz entulho.
►Utiliza água somente nas fundações.
►Reduz em 80% a utilização do cimento.
►Possibilita a reciclagem da estrutura em 100%.
►Reduz em 90% o consumo de matéria-prima natural.
A produção do aço reciclado consome aproximadamente 70% da energia gasta para a produção a partir de matérias primas naturais.
Utiliza somente produtos certificados.


Para mais informações e pedido de orçamento deixe seus dados no formulário abaixo que em breve entraremos em contato:

Anúncios

Gesso acartonado ou convencional?

Entre as tantas decisões de projeto, o profissional de arquitetura deverá sugerir para a sua obra a escolha entre o gesso convencional ou acartonado (drywall). Se você souber a diferença entre os dois materiais será mais fácil compreender o impacto que essa decisão trará para sua obra.

 gesso-e-drywall

Na utilização em forros os dois tipos de gesso têm a mesma finalidade básica: rebaixamento do teto para conformar ambientes e receber a iluminação projetada. O resultado estético será o mesmo, porém os detalhes técnicos de cada material faz com que o processo de execução seja bem diferente.

Para os dois materiais existem vantagens e desvantagens. Confira:

– Gesso acartonado (drywall)

 gesso-rebaixado-escritorio

É uma placa de gesso revestida de papel cartão. O gesso acartonado é constituído por chapas fixadas em peças de aço galvanizado que permitem configurar o forro para as exigências de cada ambiente. Pela maior resistência mecânica em relação ao convencional, no gesso acartonado evitam-se os problemas de trinca e, devido ao papel cartão que o reveste e isola, evita-se o problema de amarelamento.

O uso do gesso acartonado proporciona ganho de área útil por ter espessura fina. É um sistema de construção seca de rápida montagem. As chapas podem receber qualquer tipo de revestimento, aplicados diretamente, de forma convencional.

– Gesso convencional

 forro-de-gesso2

O gesso convencional é o mais conhecido, mas também o mais trabalhoso. Ele precisa ser lixado após a instalação, o que gera muita poeira. Antes de receber a pintura deve se aguardar alguns dias para a total secagem, sob o risco de amarelamento, o que torna sua execução mais demorada se comparada ao gesso acartonado. Porém, em compensação, é mais barato e a mão de obra para sua execução ainda é mais facilmente encontrada.

Para a escolha entre um material ou outro deve-se levar em consideração que o gesso acartonado é uma opção indispensável em alguns casos, como em obras comerciais e corporativas que requerem rápida execução ou em ambientes onde precisa ser evitada a sujeira. Em obras residenciais ainda sugerimos avaliar o custo-benefício. Se o tempo de execução não comprometerá o cronograma da obra e a sujeira não será um empecilho, é sugerido considerar o uso do gesso convencional, devido ao custo.

O gesso acartonado, como mencionado acima, ainda é mais caro, pois além das placas de gesso é necessário utilizar perfis, montantes, parafusos, fitas, entre outros materiais, além da mão de obra especializada.

Com cada vez mais empresas adotando o gesso acartonado a tendência é que a concorrência faça os preços ficarem mais competitivos e melhores para o consumidor.

Fonte: tema arquitetura


Para mais informações e pedido de orçamento deixe seus dados no formulário abaixo que em breve retornaremos:

Forro de PVC imitando madeira

Os modelos de forro de PVC imitando madeira também são excelentes opções, e trazem a estética que lembra o material natural, mas com todas as vantagens do PVC.

A proposta dos modelos cor madeira é perfeita para quem quer economizar, já que o acabamento neste material é mais barato que o real; adicionando o visual aconchegante sem as desvantagens como limpeza e manutenção.

Forros-em-PVC-09-7

O forro de PVC é ideal para residências e espaços comerciais que possuem ambientes úmidos. Ao aplicar um forro de PVC na sua casa, você irá facilitar a instalação elétrica e a iluminação dos ambientes. É essencial incluir um forro na construção ou reforma do ambiente, para que seja mais fácil a instalação de fiação elétrica, além da iluminação. O forro de pvc é mais barato em comparação com os outros tipos de forro.

PIC_0018

O forro de PVC é fácil de instalar, não exige uma mão de obra muito especializada. O ideal é que o forro fique numa distância de pelo menos 1 m do telhado e a 2,80 m de distância do chão. O comprimento e a largura deve ser proporcionais ao seu espaço. A instalação das lâminas devem ser aplicadas paralelamente à parede de maior largura do ambiente. Isso garante um melhor aproveitamento do material e explorando o máximo da profundidade do cômodo.

O forro de pvc é um dos mais recomendados para ambientes úmidos, como banheiro e lavanderia. Ele é bastante resistente à água, evitando mofo e deterioração das placas. O forro de pvc é naturalmente resistente, não necessitando de permeabilização nem acabamento especial. Além disso, ele possui uma vantagem no que diz respeito aos forros de madeira, ela não acumula cupins e nem precisa de manutenção para manter o brilho natural da peça.

47ae486fe1bb5347b80d1ca87e502545

No mercado é possível encontrar o forro de pvc nas cores mais diversas e imitando texturas como madeira. Quanto ao acabamento, há os modelos lisos, frisados ou especiais – que possuem uma aparência única. As lâminas podem ser largas ou estreitas, sua escolha depende do estilo do seu projeto.

 

 

 

 

 

 


 

Fazemos venda e instalação de Forro PVC!!!! Para mais informações e pedido de orçamento, deixe seus dados no formulário abaixo que em breve retornaremos

 

Como distribuir melhor as divisórias no ambiente corporativo

Escritórios são ambientes que demandam soluções práticas e eficientes, e as divisórias são opções que atendem esses requisitos. Sua instalação é simples e ainda dispensa a necessidade de pintura.

As divisórias ainda possibilitam grande variedade de combinações, diversificando entre painéis, portas, perfis e peças de fixação. Porém, a grande vantagem é que elas podem ser realocadas a qualquer momento.

d1

O uso de divisórias para escritório contribui para aperfeiçoar a utilização de um espaço físico que receberá uma equipe de profissionais com necessidade de produção individual, mas ao mesmo tempo sem perder contato com outras pessoas ao redor. Sendo tarefa desafiadora colocada para o mercado de espaços corporativos, é preciso achar soluções para cada ambiente levando em conta suas particularidades.

Em grandes ambientes o uso de divisórias (ou baias) pode ser o mais adequado, pois otimiza o aproveitamento do espaço e concede maior privacidade ao profissional para realizar suas tarefas. As divisórias podem ser desenvolvidas lado a lado ou frente a frente com separações laterais. Diversos tipos de materiais são utilizados para produzi-las, dependendo do projeto arquitetônico desenvolvido.

Adequação ao ambiente

Quando bem planejadas, as divisórias fornecem um senso maior de organização, já que os cabeamentos ficam escondidos, despoluindo o ambiente.

A organização do espaço dizem muito sobre a empresa, por isso é importante refletir sobre a melhor forma de dispor as divisórias, levando em conta que necessidades surgem do contato entre os profissionais. Realizar tarefas que exigem maior silêncio e concentração em um local de intenso trânsito de pessoas é muito difícil. As divisórias atuam nesse sentido para tentar diminuir o impacto de estar em um ambiente atribulado com prazos apertados para cumprir.

onde-encontrar-divisorias-para-escritorio-de-eucatex

Praticidade e organização

As reais necessidades de utilização do espaço devem pautar o projeto arquitetônico corporativo, permitindo que a identidade da empresa – mais formal ou despojada – esteja também traçada nas linhas dos móveis e demais utensílios a serem pensados na arquitetura do ambiente. As divisórias para escritório mostram-se uma opção vantajosa para um ambiente moderno que necessita ao mesmo tempo de praticidade, sem perda do vínculo entre pessoas, essencial nos ambientes de negócios.

O escritório ideal sempre terá novas feições para cada empresa, variando de acordo com o tipo de negócio, o mercado, como se desenvolvem as atividades e o entrosamento entre os integrantes da equipe são exigidos para o melhor aproveitamento do tempo de trabalho. O uso correto das divisórias para escritório pode estimular a criatividade no desenvolvimento dos trabalhos desenvolvidos.


Para mais informações e pedido de orçamento deixe seus dados abaixo que em breve retornaremos:

12 motivos para você utilizar parede drywall

Este é um post para desmistificar a parede drywall. Para quem ainda tem dúvidas sobre este tipo de construção, veja abaixo 12 motivos para utilizar a parede drywall em sua casa, apartamento, escritório, empresa, indústria. O drywall já está presente há mais de 20 anos no Brasil e é uma inovação em economia de tempo e material na sua obra, além de gerar menos entulho e menos sujeira.

  1. A Parede Drywall é mais fina em sua espessura, proporcionando um aumento de até 5% na área útil dos ambientes;
  2. O peso do drywall acabado é menor, inclusive reduzindo a necessidade de algumas vigas e pilares, diminuindo a carga total da estrutura e fundação da edificação;
  3. Com o gesso acartonado é possível obter um ótimo isolamento acústico e térmico, dependendo da estrutura interna projetada pode até ser melhor que o desempenho da alvenaria;
  4. É resistente ao fogo, pois 20% do seu peso é composto por água, reduzindo a propagação da chama. Existem modelos de placas que atendem com melhor desempenho ao quesito “resistência ao fogo”;
  5. Praticidade nos projetos de instalações elétricas (lembrando que as caixas deverão ser específicas para parede de Drywall), hidráulicas, de gás, de telefone e outras são de fácil execução.
  6. Utiliza materiais que segue normas rígidas de fabricação ;
  7. É de fácil execução, por utilizar um sistema pré-fabricado modulado: através de marcações, as guias são facilmente instaladas, sendo parafusadas no piso e no teto, reduzindo o tempo de obra e de custos com os prestadores de serviço;
  8. Sistema de construção a seco: não existe umidade durante a sua construção, descarta pouco material e produz pouco resíduo (evitando perdas e proporcionando mais higiene e limpeza);
  9. A parede drywall pode receber vários tipos de acabamentos: como pintura, textura, colocação de azulejos e pastilhas, revestimentos com papel de parede, lambris de madeira e até mesmo revestimento com mármore e granito;
  10. O seu acabamento é muito bom e proporciona uma superfície única, com um aspecto liso.
  11. Caso sejam necessários reparos ou manutenção,  também não haverá toda aquela sujeira e quebradeira que as paredes comuns de tijolos ou blocos fazem.
  12. É mais barato construir com drywall do que com alvenaria convencional. Quando comparado com o sistema construtivo tradicional (em alvenaria), o custo é cerca de 10% menor – segundo, por exemplo, um estudo de caso apresentado na Revista Pini “Gesso Acartonado x Alvenaria de bloco cerâmico”.

Fonte: Blog do drywall


Para mais informações e pedido de orçamento fale conosco pelo whatsapp (11) 95618-5104 ou deixe seus dados no formulário abaixo que em breve retornaremos

4 vantagens do teto de gesso

520a6f699274d

1. Iluminação garantida

Esse é o principal motivo para as pessoas instalarem o gesso no ambiente. Sabemos que a iluminação é o ponto forte na decoração, e consequentemente, levará aconchego ao ambiente. Neste caso, embutir luminárias, brincar com os modelos (ora trilhos, ora spots), fazer rasgos de luz, instalar pendentes em qualquer lugar são um dos quesitos do teto do gesso.

2. Uniformizar a estrutura aparente

Todas as imperfeições da parede e as vigas aparentes ficam ocultas com a colocação do teto de gesso.

3. Passar fios e cabos

Percorrer os fios e encanamentos para uma outra área da casa é algo comum na reforma, como ocorre com redes de TV a cabo ou com a tubulação do ar condicionado. Qualquer tipo de passagem elétrica e hidráulica pode ser escondida com o teto de gesso, sem a necessidade de quebrar parede ou piso.

4. Decoração

Seja criativo e projete corretamente seu teto de gesso junto com o layout dos mobiliários. Com ele é possível criar níveis no teto, deixando uma parte rebaixada e a outra não, uma parte curvada e o restante com aspecto liso, inserir molduras, acabamentos e etc.

20180220teto-de-gesso-3-1

Fonte: decorfacil

Fotos: retiradas da internet


Para mais informações e pedidos de orçamento deixe seus dados no formulário abaixo que em breve retornaremos;

Iluminação em forro e sanca de gesso

pop-board-500x500

A iluminação da casa é uma questão muito importante na hora de construir ou decorar. Afinal, um ambiente bem iluminado, com pontos corretos de luz, se torna mais amplo, moderno e aconchegante.

Mas você sabia que a iluminação em forro e sanca de gesso é uma alternativa cada vez mais usada no design de interiores, por sua praticidade e sofisticação?

Para não restar dúvidas na hora de iluminar a residência, preparamos aqui um guia definitivo sobre esse assunto. Acompanhe!

Tipos e efeitos de iluminação em gesso

A sanca de gesso é como uma moldura e fica na parte em que o forro e a parede se encontram. Ela pode ter vários modelos, que geram diferentes efeitos de iluminação. Confira alguns:

  • sanca aberta: as lâmpadas ficam embutidas dentro da sanca. A luz reflete no teto, formando uma iluminação indireta e dispersa;
  • sanca fechada: é completamente fechada em gesso e a iluminação é feita por meio de luzes pequenas, chamadas de spots;
  • sanca invertida: a sanca invertida possui o meio fechado e os cantos entre a sanca e a parede abertos. A iluminação interna fica invisível e reflete nas paredes e teto;
  • forro de gesso: o forro de gesso é um espaço que fica afastado alguns centímetros da parede, criando um pequeno vão e a impressão de que o teto está flutuando. Diferencia-se da sanca invertida porque, nesse caso, os pontos de luz não ficam embutidos e refletindo na parede ou no teto. A iluminação é feita de forma direta, por meio de spots.

Cuidados na hora da construção

Para fazer a iluminação em forro e sanca de gesso é preciso que o pé direito do ambiente perca pelo menos 12 cm. Assim, a luz pode ser direcionada para determinado espaço do ambiente.

Os modelos mais usados de luminárias são os spots, por causa do seu tamanho pequeno e pela facilidade com que podem ser direcionadas.

Prós e contras da iluminação em forro e sanca

Além da versatilidade que os forros e sancas de gesso oferecem à iluminação, eles também são vantajosos em questões estruturais. O gesso permite a criação de diversos formatos pré-moldados, com acabamento impecável.

É um isolante térmico e acústico, protegendo a casa de barulhos externos e mantendo a temperatura do ambiente agradável. Além disso, a facilidade na manutenção permite que problemas como vazamentos possam ser resolvidos facilmente, sem precisar fazer grandes reformas.

Fonte: http://www.eletroenergia.com.br/

Para mais informações e pedido de orçamento deixe seus dados no formulário abaixo que retornaremos: