Piso Vinílico ou laminado??

Uma dúvida frequente na hora de escolher o piso da obra é qual a melhor opção: Laminado ou Vinílico?

PISOS LAMINADOS

Os pisos Laminados são muito utilizados em ambientes internos, como áreas comerciais e residenciais.

piso-laminado-sala

 Entre as principais características está:

– A resistência a riscos e a abrasão;

– Facilidade para limpar;

– Durabilidade.

Como a madeira, o piso laminado tem variedade de tipos, cores e de madeiras simuladas. Porém, o  contato com água ou sol pode deformar a peça.

 PISOS VINÍLICOS

Os pisos Vinílicos tem muitas outras vantagens em relação aos pisos laminados, confira:

 Piso-vinílico-clicado-na-Zona-Sul-848x450

– Ele conta com um ótimo desempenho acústico.

– Possui características térmicas que agregam temperaturas agradáveis aos ambientes.

– É muito resistente, de alta durabilidade.

– É antialérgico, ideal para locais com crianças.

– Tem uma textura macia.

– É anti-chamas.

– Não retém poeira e é fácil para limpar.

Para mais informações e pedido de orçamento deixe seus dados no formulário abaixo que em breve retornaremos:

Anúncios

Piso igual na casa toda ou diferente em cada cômodo?

 

slide01

A escolha dos pisos e revestimentos para uma casa é uma tarefa árdua e diante de tantas opções disponível no mercado é muito difícil encontrar o piso que mais agrada.

Mas além do piso ou porcelanato em si uma dúvida que pode surgir é se deve ser usado um mesmo modelo ou desenho de piso na casa toda ou se cada ambiente poderia ter modelos diferentes.  O ideal é fazer aquilo que agrada e portanto não podemos afirmar o que é ou não melhor, mas a ideia de separar é boa e com a grande variedade que temos hoje dá para combinar bem e chegar a resultados interessantes.

Alem da separação dos quartos o que pode ser feito também é usar pisos ou porcelanato diferente para cozinha e banheiros que são conhecidos como as áreas molhadas e normalmente são locais onde é possível ousar um pouco nas cores ou desenhos. Na cozinha e no banheiro, uma ideia legal é usar pastilhas no revestimento como uma faixa horizontal ou vertical, pode-se ainda fazer uma faixa com um revestimento diferente ou até colocar algumas peças isoladas com desenhos que é bem comum encontrar atualmente.

Piso para quarto

piso-laminado-para-quarto-10

O quarto é um local onde há possibilidade de variar bastante o tipo de piso. Atualmente está muito na moda a colocação do piso laminado que lembra um pouco os antigos tacos de madeira que já foi muito comum no Brasil. Além disso, há também os pisos cerâmicos que imitam madeira e outros tipos.

Piso para cozinha

melhor-piso-para-cozinha-aprenda-a-escolher

A cozinha é considerada área molhada e por isso não é qualquer tipo de piso que pode ser colocado, por exemplo, não se pode colocar madeira. Dentro da opção cerâmica há ainda a questão das cores, formatos e detalhes que podem ser usados para combinar com revestimento, armários, móveis e outros objetos típicos da cozinha.

Piso para sala

A vinilico

A sala é um ambiente bem tranquilo quanto ao tipo de piso e não há muito segredo aqui. Geralmente é o local onde se usa tapetes e a opção por cerâmica é muito comum, embora possa ser usado também o carpete laminado que é madeira.

Piso para banheiro

pisoparabanheiro_topic

O banheiro, assim como a cozinha é considerado área molhada e o piso deve ser cerâmico. Acho que no banheiro é onde encontramos talvez a maior variação de modelos de pisos e revestimentos com uma variedade incrível de modelos, cores e formatos para agradar todos os gostos e bolsos.

Piso para área externa

piso-para-area-externa-1-730x548

O piso para a área externa é muito comum para evitar inclusive que a sujeira acumulada de fora venha para dentro de casa, isto porque se a área externa for de terra ou mesmo de cimento, o acúmulo de sujeira é maior e dificulta muito mais a limpeza. Geralmente os pisos cerâmicos tradicionais são os mais comuns para áreas externas, com destaques para os antiderrapantes.

 


Para mais informações e pedidos de orçamento deixe seus dados no formulário abaixo:

 

PISO LAMINADO OU VINÍLICO? QUAL O MELHOR?

Quando estamos construindo, sempre buscamos por materiais de construção que são de qualidade e que possui o melhor acabamento. Uma dúvida que fica é usar piso laminado ou vinílico? Qual o melhor? Pois há uma diferença entre eles e o piso em PVC ou conhecido como vinílico. Nos Estados Unidos e na Europa são usados o piso vinílico e aqui no Brasil, são usados carpetes de madeira e também o laminado.

Escolhar-piso-laminado-ou-vinilico-660x194

PISO LAMINADO OU VINÍLICO? QUAIS AS DIFERENÇAS

O piso laminado é um piso de madeira com revestimentos em lamina melamínico que é um produto que imita madeira. Esse piso tem uma espessura de aproximadamente 7 e 8mm, ele tem uma alta resistência e alguns pisos de madeira possuem um acabamento que é anti cupim. O sistema de aplicação do piso laminado começa pela aplicação de uma manta para melhorar a acústica e evitar a umidade e depois aplica-se as placas encaixando-as. Não é preciso fazer uso de cola para o acabamento. É uma instalação rápida e esse processo é feito para diminuir os ruídos do carpete, porém mesmo com a manta, ainda faz um pouco de ruído. O piso laminado tem grande durabilidade. Esse tipo de piso não pode ser aplicado em cima de outros pisos.

Piso-Vinílico

Já o piso em PVC ou vinílico é um piso ecológico e pode ser fabricado por meio de plásticos reciclados. Sua espessura é menor do que os pisos laminados, vai de 0,5 e 2mm. Pode ser aplicado em cima de um outro piso existente, sem causar danos ao piso vinílico, porém é preciso nivelar antes e não aplica-lo sobre o piso de madeira. Evite a aplicação em lugares úmidos e é preciso usar cola para fixar esse piso ao chão. Esse piso é mais silencioso e não absorve água o que é ótimo, pois facilita a limpeza e para quem tem animais de estimação dentro de casa, esse piso é o ideal. Esse tipo de piso é anti alérgico e resistente a queima de cigarros e fósforos.

QUAL TIPO DE PISO ESCOLHER: LAMINADO OU VINILICO

Depois de conhecer os prós e contras de cada piso, revise o que você deseja, quais são as suas necessidades e qual o seu gosto pessoal para piso. Analisando esses fatores é possível escolher o tipo de piso que mais combina com a sua necessidade, sendo que cada um deles tem aspectos diferentes e podem ser bons ou ruins, dependendo da ocasião. Ao escolher o piso que deseja colocar em sua casa, pesquise por preços menores, evite pagar mais caro.


Para mais informações acesse nosso site http://www.elegancyforros.com.br ou ligue (11) 2595-4700, você pode deixar seu pedido de orçamento em nosso formulário abaixo:

Qual a diferença entre piso laminado e piso vinílico??

pisos-laminado-vinilico

Quer reformar a casa sem perder tempo?? Existem dois tipos de pisos incríveis que ajudam você a reformar de forma rápida e sem sujeira, são eles: PISO VINÍLICO e o PISO LAMINADO. Mas qual será a diferença entre eles, isso é o que vamos explicar no post de hoje 🙂

PISO VINÍLICO:

Do que é feito: o piso vinílico é feito com cloreto de vinila, ou PVC. O material vem em placas, réguas ou mantas.

Vantagens: abafa ruídos de passos e ajuda a conservar a temperatura dos ambientes. Como é protegido por resina de poliuretano, mancha muito pouco e é antialérgico. E não faltam opções de estampas! O produto pode ter desde cores vibrantes à aparência discreta.

Instalação: O contrapiso deve estar bem nivelado,  para criar essa superfície, a melhor maneira é aplicar uma massa niveladora, composta por cola e cimento. Com a mistura é possível aplicar o piso sobre superfícies não tão lisas, como cerâmica ou pedras polidas. O passo seguinte é colar ou encaixar o revestimento e esperar secar. É uma má ideia instalar o vinílico sobre materiais que podem apodrecer, como madeira e laminado.

Limpeza:  resiste a manchas e à proliferação de bactérias. No dia a dia, basta varrer com uma vassoura de pelo ou passar um rodo com pano umedecido. Se quiser uma limpeza mais profunda, use tecido com água e sabão neutro.

Onde instalar: deve ser instalado em ambientes internos que receba pouca luz

PISO LAMINADO:

Do que é feito: é composto por camadas de materiais derivados da madeira, como aglomerado e painel de madeira de alta densidade (HDF). A camada superior recebe uma estampa decorativa, impregnada com resina. O revestimento vem em réguas; pode ser instalado por encaixe ou cola sem cheiro.

Vantagens: Muito fácil de instalar, pode ser usado 1 dia após a instalação, em caso de mudança, pode ser levado para casa nova e reinstalado, é considerado flutuante, ou seja, o piso é de fácil adaptação, duração média varia de 5 a 16 anos

Instalação: também precisa de um contrapiso seco, limpo e nivelado, mas aceita variações de até 3 mm a cada 1,5 m de extensão. Por isso, pode cobrir pedra, concreto e cerâmica, desde que a superfície receba uma manta regularizadora, feita dos plásticos polietileno ou poliuretano. O produto pode ser instalado com cola ou com sistema de encaixe. É preciso deixar um espaço de dilatação entre as bordas do piso e a parede. E também vale à pena contratar um instalador, que pode avaliar o contrapiso.

Limpeza: Limpe o laminado com aspirador de pó ou vassoura de cerdas suaves passados no sentido das réguas – mas cuidado para não raspar a superfície. Depois passe um pano úmido com sabão neutro (lembre de torcer bem). Manchas exigem detergente e álcool. Tinta, verniz e graxa saem com querosene, tíner ou aguarrás.

Onde instalar:  vai bem em áreas secas e com temperatura amena, com quartos, salas ou escritório

Bom pessoal, é isso espero que tenham gostado das dicas!! 🙂 Lembre-se de que se estiver fazendo reforma ou construindo peça nossa consultoria e orçamento sem compromisso através do nosso formulário de contato ou ligue (11) 2595-4700, estamos localizados na cidade de Santo André. Um grande abraço!! e até mais!! 🙂 🙂


Fonte: revista casa
fotos: divulgação

 

O melhor tipo de piso para cada cômodo

Piso-laminado-de-madeira

Porcelanato, vinílico, madeira… Conheça o revestimento ideal para cada cômodo da sua casa

Se você está reformando ou construindo sua casa – ou tem planos para isso –, antes de definir o revestimento para o chão, é muito importante saber as características de cada um. Afinal, trata-se de um baita investimento que, em geral, espera-se durar por anos.

Existem várias opções de revestimentos no mercado: piso laminado e piso vinílico, porcelanato, azulejo, cimento queimado, madeira de demolição, taco, pisos de borracha, mármore. A escolha certa depende, antes de mais nada, da funcionalidade do piso, o que se espera dele naquele ambiente.


Quarto e sala: 

Para áreas internas secas, como quartos e salas, o piso laminado se mostra eficaz, pois compensa pelo custo-benefício, com preço final já incluindo a mão de obra.

 

Cozinha e banheiro:

Nesses ambientes, chamados de áreas molhadas, os porcelanatos são perfeitos, pois possuem alta resistência ao desgaste e à abrasão, durabilidade, grande variedade de tons e texturas.

 

Detalhes importantes

Na hora da escolha, a questão da temperatura deve ser levada em conta. Se você deseja que determinado ambiente seja mais fresco, os pisos frios (porcelanato, azulejo e cimento queimado) são os mais indicados. Se a intenção é a contrária, aposte nos vinílicos, laminados, taco e madeira, que aquecem o ambiente.

créditos: revista casa linda uol

Fotos: retirada da internet


 

Gostaram das dicas?? Espero que sim!! Todos os dias temos várias dicas sobre drywall, pisos, todos os tipos de forro, divisórias, persianas. Se estiverem construindo ou reformando, peça um orçamento sem compromisso

Ligue (11) 2595-4700 ou deixe seu nome, telefone, e-mail e pedido no formulário abaixo:

 

 

Escolha do piso de madeira deve considerar também durabilidade e instalação

Piso-ElegancyAssoalhos, carpetes de madeira, laminados, tacos e parquetes. Acrescida pela chegada dos importados, a oferta de revestimentos de madeira para pisos não pára de crescer.
É além de opções tradicionais como os tacos e os assoalhos, há novos produtos, como os laminados de madeira, que ampliaram bastante as opções de texturas e acabamentos

Mas, apesar de semelhantes após instalados, as características específicas de cada tipo de piso e a forma de instalação variam bastante entre si e devem também ser levadas em conta na hora da escolha

Segundo o engenheiro Térsio Roberto Nogueiro, especializado na instalação de pisos residenciais, além da aparência, a facilidade de instalação e a durabilidade são fatores determinantes.
ÉAntes da compra, é importante considerar se o produto é adequado ao tipo de utilização que se pretende dar ao piso e se a instalação é compatível com a obra. Soluções para áreas de circulação intensa, por exemplo, precisam ser mais resistentes», diz.
Nogueiro aconselha ainda não economizar nesse item da obra para evitar aborrecimentos futuros com manutenções constantes. ÉNo mercado de pisos de madeira, os produtos mais caros são em geral aqueles que duram mais», explica.

Créditos: http://www1.folha.uol.com.br/revista/

fotos: Elegancy Forros


Diferenças entre os tipos de pisos:

Assoalho
O que é: réguas de madeira maciça com comprimento, espessura e larguras variáveis
Instalação: diretamente sobre contrapiso por barroteamento -pequenas peças de madeira embutidas no contrapiso onde as réguas são fixadas. Lateralmente, as peças são encaixadas
Características: durabilidade e acabamento. A colocação pode ser feita também em diagonal. É necessário, no entanto, observar se a espessura das réguas não vai colocar piso e portas em desnível

 

Carpetes de madeira
O que é: lâminas de madeira com 7 mm de espessura com base de compensado. Dimensões variáveis
Instalação: do tipo flutuante -as lâminas são assentadas sobre manta plástica e fixadas lateralmente por colagem
Características: pode ser instalado sobre pisos já existentes -cerâmica, pedra ou carpete. Pode riscar com facilidade, não sendo indicado para áreas de circulação intensa

 

Laminados
O que é: réguas de material composto, com 8 mm de espessura, prensados e resinados, que reproduzem na superfície padrões de madeira
Instalação: as réguas são fixadas entre si por colagem e apoiadas no piso
Características: possui encaixe lateral entre as peças e pode também ser instalado sobre pisos já existentes. A aparência é por vezes artificial

 

Tacos e parquetes
O que é: pequenas placas de madeira maciça com tamanhos variáveis. Já os parquetes, são placas compostas por pequenos tacos rejuntados, formando mosaicos
Instalação: em ambos os casos, a instalação é feita por colagem sobre o contrapiso
Características: atualmente, colas especiais tornaram a fixação mais resistente, diminuindo o risco das peças descolarem