12 VANTAGENS DO FORRO MINERAL

perla-op-medOs painéis de forro mineral são fabricados com a utilização de minérios em bruto (rocha), são utilizados em ambientes internos onde garante ao ambiente controle acústico de primeira, proteção anti fogo e isolamento térmico.

Forro Mineral transmite ao ambiente um excelente acabamento, proteção contra ruídos e elevadas temperaturas, além de possuir uma alta gama de texturas e sistemas de instalação, resultando em uma ótima opção para serem aplicados em variados tipos de ambientes corporativos, restaurantes, hotéis, lojas, etc.

Produtos e Aplicações

productos_imagen_descripcion_3061Forro Mineral é uma opção de material cuja produção não agride ao meio ambiente, pois possui em sua formulação substâncias naturais que não são nocivas e que passam por constantes testes para atender aos requisitos internacionais de fabricação para assegurar variados certificados de qualidade.

As placas de Forro Mineral possuem características que garantem ao produto uma ótima resistência, pois passa por processos de compactação que resultam em pequenos índices de quebras nas bordas das placas durante o transporte e instalação do produto, sendo assim bem melhor aproveitado.

12 Vantagens do forro mineral:

  • Resistentes a até 95% de umidade relativa do ar.

  • Resistente ao calor.

  • Possuem 3 espessuras diferentes (15mm, 19mm e 40mm).

  • Dimensões dos painéis: 625x625mm/ 625x1250mm.

  • Montagem rápida e prática.

  • Econômico

  • Limpo

  • Evita desperdício

  • Controle acústico de primeira

  • Proteção anti-fogo

  • Isolamento térmico

  • Ação bactericida e fungicida

Este slideshow necessita de JavaScript.

Para mais informações e pedido de orçamento deixe seus dados no formulário abaixo que em breve retornaremos:

Gesso acartonado ou convencional?

Entre as tantas decisões de projeto, o profissional de arquitetura deverá sugerir para a sua obra a escolha entre o gesso convencional ou acartonado (drywall). Se você souber a diferença entre os dois materiais será mais fácil compreender o impacto que essa decisão trará para sua obra.

 gesso-e-drywall

Na utilização em forros os dois tipos de gesso têm a mesma finalidade básica: rebaixamento do teto para conformar ambientes e receber a iluminação projetada. O resultado estético será o mesmo, porém os detalhes técnicos de cada material faz com que o processo de execução seja bem diferente.

Para os dois materiais existem vantagens e desvantagens. Confira:

– Gesso acartonado (drywall)

 gesso-rebaixado-escritorio

É uma placa de gesso revestida de papel cartão. O gesso acartonado é constituído por chapas fixadas em peças de aço galvanizado que permitem configurar o forro para as exigências de cada ambiente. Pela maior resistência mecânica em relação ao convencional, no gesso acartonado evitam-se os problemas de trinca e, devido ao papel cartão que o reveste e isola, evita-se o problema de amarelamento.

O uso do gesso acartonado proporciona ganho de área útil por ter espessura fina. É um sistema de construção seca de rápida montagem. As chapas podem receber qualquer tipo de revestimento, aplicados diretamente, de forma convencional.

– Gesso convencional

 forro-de-gesso2

O gesso convencional é o mais conhecido, mas também o mais trabalhoso. Ele precisa ser lixado após a instalação, o que gera muita poeira. Antes de receber a pintura deve se aguardar alguns dias para a total secagem, sob o risco de amarelamento, o que torna sua execução mais demorada se comparada ao gesso acartonado. Porém, em compensação, é mais barato e a mão de obra para sua execução ainda é mais facilmente encontrada.

Para a escolha entre um material ou outro deve-se levar em consideração que o gesso acartonado é uma opção indispensável em alguns casos, como em obras comerciais e corporativas que requerem rápida execução ou em ambientes onde precisa ser evitada a sujeira. Em obras residenciais ainda sugerimos avaliar o custo-benefício. Se o tempo de execução não comprometerá o cronograma da obra e a sujeira não será um empecilho, é sugerido considerar o uso do gesso convencional, devido ao custo.

O gesso acartonado, como mencionado acima, ainda é mais caro, pois além das placas de gesso é necessário utilizar perfis, montantes, parafusos, fitas, entre outros materiais, além da mão de obra especializada.

Com cada vez mais empresas adotando o gesso acartonado a tendência é que a concorrência faça os preços ficarem mais competitivos e melhores para o consumidor.

Fonte: tema arquitetura


Para mais informações e pedido de orçamento deixe seus dados no formulário abaixo que em breve retornaremos:

Iluminação em forro e sanca de gesso

pop-board-500x500

A iluminação da casa é uma questão muito importante na hora de construir ou decorar. Afinal, um ambiente bem iluminado, com pontos corretos de luz, se torna mais amplo, moderno e aconchegante.

Mas você sabia que a iluminação em forro e sanca de gesso é uma alternativa cada vez mais usada no design de interiores, por sua praticidade e sofisticação?

Para não restar dúvidas na hora de iluminar a residência, preparamos aqui um guia definitivo sobre esse assunto. Acompanhe!

Tipos e efeitos de iluminação em gesso

A sanca de gesso é como uma moldura e fica na parte em que o forro e a parede se encontram. Ela pode ter vários modelos, que geram diferentes efeitos de iluminação. Confira alguns:

  • sanca aberta: as lâmpadas ficam embutidas dentro da sanca. A luz reflete no teto, formando uma iluminação indireta e dispersa;
  • sanca fechada: é completamente fechada em gesso e a iluminação é feita por meio de luzes pequenas, chamadas de spots;
  • sanca invertida: a sanca invertida possui o meio fechado e os cantos entre a sanca e a parede abertos. A iluminação interna fica invisível e reflete nas paredes e teto;
  • forro de gesso: o forro de gesso é um espaço que fica afastado alguns centímetros da parede, criando um pequeno vão e a impressão de que o teto está flutuando. Diferencia-se da sanca invertida porque, nesse caso, os pontos de luz não ficam embutidos e refletindo na parede ou no teto. A iluminação é feita de forma direta, por meio de spots.

Cuidados na hora da construção

Para fazer a iluminação em forro e sanca de gesso é preciso que o pé direito do ambiente perca pelo menos 12 cm. Assim, a luz pode ser direcionada para determinado espaço do ambiente.

Os modelos mais usados de luminárias são os spots, por causa do seu tamanho pequeno e pela facilidade com que podem ser direcionadas.

Prós e contras da iluminação em forro e sanca

Além da versatilidade que os forros e sancas de gesso oferecem à iluminação, eles também são vantajosos em questões estruturais. O gesso permite a criação de diversos formatos pré-moldados, com acabamento impecável.

É um isolante térmico e acústico, protegendo a casa de barulhos externos e mantendo a temperatura do ambiente agradável. Além disso, a facilidade na manutenção permite que problemas como vazamentos possam ser resolvidos facilmente, sem precisar fazer grandes reformas.

Fonte: http://www.eletroenergia.com.br/

Para mais informações e pedido de orçamento deixe seus dados no formulário abaixo que retornaremos:

Forros minerais proporcionam isolamento acústico a cinemas, auditórios e escolas

WhatsApp-Image-2017-09-29-at-16.22.50-1024x768

Para isolar o som – seja em um auditório, teatro, escola ou hospital –, é requisito básico que a estrutura do ambiente seja condizente com o tipo de isolamento acústico necessário para a atividade do local. O forro mineral é um elemento fibroso que converte parte do som que incide sobre ele em calor. Quanto maior a parcela absorvida (e transformada em calor), maior o isolamento acústico. Com diversas especificações, possibilita diferentes tipos de isolamento acústico conforme as necessidades de cada espaço.

A variada gama de especificações e seu formato modular, que permite que a placa seja facilmente instalada ou removida, são as vantagens que tornam esse material um dos mais usados em projetos de isolamento acústico

APLICAÇÃO

Ideal para os mais variados ambientes internos, como espaços corporativos, comerciais, escolas, auditórios, cinemas, laboratórios e fitness, o forro mineral deve ser instalado sob coberturas que possuam tratamento térmico, como lajes, telhas metálicas tipo sanduíche preenchidas com material isolante

Caso a telha não seja tratada termicamente, deve-se colocar sobre o forro mantas ou painéis de lã mineral (lã de vidro ou lã de rocha) para que a temperatura não altere as características físicas dele

SUSTENTABILIDADE

O forro mineral é produzido com fibra mineral biossolúvel e compostos naturais livres de formaldeído, amianto ou qualquer substância nociva, não oferecendo nenhum risco ao meio ambiente e à saúde, sendo até mesmo recomendado a áreas mais susceptíveis, como hospitais, berçários e escolas

MANUTENÇÃO

Como o forro mineral é modular, sua limpeza não requer muito trabalho. A manutenção deve ser feita com pano seco ou bocal de aspirador, com uma escova de cerdas macias ou mesmo com uma esponja limpa.

A frequência dependerá do local onde está instalado e da qualidade de filtros do sistema de ar-condicionado. Eventuais manchas poderão ser retiradas umedecendo-se uma esponja com água e sabão neutro. Após remover o resíduo, limpe com pano limpo e seco.

Imagem