7 vantagens das paredes de drywall

Olá pessoal, vocês sabem o que é drywall?? 🤔🤔
O termo drywall designa um sistema de construção a seco, pois não utiliza água em sua montagem: as placas de gesso acartonado são parafusadas em perfis metálicos que já vão prontos para a obra.
 
Dessa forma, o uso do sistema drywall permite uma construção muito mais limpa em relação à execução de paredes convencionais, já que não demanda a utilização de argamassa ou outro material e gera menos entulho que a alvenaria convencional, sendo que os resíduos são recicláveis.
drywall-ou-alvenaria-materiais-drywall
Agora quer conhecer as 7 vantagens de se construir com sistema drywall?? Vamos lá então, segue abaixo…

1 – Em projeto: menor espessura, maior área útil

 

parede-de-alvenaria-ou-drywall-esquema-de-montagem-drywall

parede de alvenaria ou drywall: esquema de montagem parede drywall

O sistema drywall permite construir paredes com menor espessura que as paredes convencionais em alvenaria de tijolos.

Com paredes mais estreitas, ganha-se aproximadamente 5% de área útil no projeto. À primeira vista esse percentual pode parecer baixo, mas na verdade esse número pode fazer a diferença principalmente quando se tratam de apartamentos com área pequena, em que todo acréscimo de espaço disponível é muito bem-vindo.

2 – Em projeto: soluções mais criativas

 

drywall-ou-alvenaria-parede-com-curvas

drywall ou alvenaria: paredes curvas em drywall

O sistema drywall permite soluções criativas e diversificadas que podem personalizar os seus projetos. O drywall pode ser utilizado para a construção de paredes curvas, recortes para iluminação embutida em painéis e muito mais.

O drywall também pode ser utilizado para construção de itens de mobiliário como prateleiras, estantes e nichos, elementos que muitas vezes acabam por onerar o custo do projeto dependendo do material e acabamento escolhido.

3 – Durante a obra: rapidez e limpeza na montagem

Além das vantagnes do drywall em relação a limpeza da obra, a facilidade de corte e manuseio do produto e a leveza do drywall permitem que uma parede nesse material seja executada com muito mais rapidez e praticidade, reduzindo assim o tempo de obra e os custos com os prestadores de serviço.

5 – No resultado final: resistência ao fogo

 

drywall-ou-alvenaria-parede-resistente-ao-fogo

drywall ou alvenaria: parede em chapas de drywall com resistência ao fogo

Naturalmente o drywall já possui características em sua composição que reduzem a propagação das chamas.

Porém, quando necessário, paredes em drywall podem apresentar o efeito retardante ao fogo, ou seja, impedir seu alastramento, sendo muito recomendado para saídas de emergência ou em áreas de grande risco de incêndio, já que é capaz de “segurar” o fogo por até 90 minutos.

Para esse tipo de uso é necessário especificar tipos especiais de placas de drywall, conhecidas como drywall rosa. A grande vantagem, além da praticidade de instalação do material, é o valor relativamente baixo se comparado às outras técnicas de isolamento.

Não sabe qual sistema de Drywall usar? Siga o passo a passo para a especificação do Drywall Knauf.

6 – No resultado final: isolamento de ruídos

 

drywall-ou-alvenaria-drywall-com-protecao-acustica

drywall ou alvenaria: drywall com proteção acústica

Os sistemas drywall conseguem melhor isolamento do som e contribuem para o conforto nos ambientes no que se refere à transmissão de ruídos.

O produto já apresenta bom isolamento acústico, porém pode-se aumentar o rendimento incluindo entre as chapas materiais fibrosos, como lã de rocha ou lã de vidro, atribuindo características de atenuação e isolamento de sons.

Portanto, é possível obter um ótimo isolamento acústico e térmico, dependendo da estrutura interna projetada. Para verificação dos índices termoacústicos dos diferentes tipos de chapas, as empresas disponibilizam tabelas com o desempenho de cada produto.

7 – Pós-obra: manutenção e reparos

 

drywall-ou-alvenaria-manutencao

parede de alvenaria ou drywall: o drywall possui fácil manutenção e reparos

Uma grande vantagem do uso do sistema drywall está na fase pós-obra, quando surgem eventuais necessidades de manutenção e reparos, como na ocasião de vazamentos de água, por exemplo.

Nesse caso, rasga-se apenas a parte necessária para o acesso à tubulação e conserto do encanamento, sendo possível posteriormente fechar a abertura com o mesmo pedaço de chapa existente.

Dessa forma, tem-se uma rápida e total reconstituição da parede, sem o tradicional e incômodo “quebra-quebra” e sujeira das manutenções em paredes comuns de tijolos ou blocos.

Fonte: Viva Decor


Para mais informações e pedido de orçamento deixe seus dados abaixo que retornaremos:

Anúncios

CRIE A SUA SALA DE TV DOS SONHOS COM DRYWALL

Fim de semana chuvoso e você não quer mais nada na vida além de assistir ou seu filme ou a sua série favorita. O problema é quando até o seu momento sagrado de lazer sofre interrupções.

 

É o barulho do vizinho com sua música altíssima ou a reforma do apartamento ao lado que deixa os diálogos na sua TV inaudíveis. Às vezes, você quer simplesmente ouvir todas as explosões do seu filme de ação em alto e bom som sem atrapalhar os demais.

Para todas essas situações, o drywall é a solução ideal. Isso porque essas placas de gesso podem ter incrível desempenho acústico, o que faz delas a melhor solução para a sua sala de TV.

images (3)

Veja a Phonique, por exemplo. Esse produto é tão eficiente que é muito usado em quartos de hotel e em hospitais, onde a paz de hóspedes e pacientes é um item sagrado. Outra opção é o Flexwall, uma placa de drywall revestida que já vem prontinha, basta aplicá-la como revestimento das paredes. O melhor é que já vem em três cores, dando mais opções estéticas para você.

Além disso, as placas de drywall são fáceis de ser aplicadas e as obras não levantam aquela sujeirada toda comum quando usados os sistemas convencionais, principalmente alvenaria.

fonte: Placo

Para mais informações e pedido de orçamento deixe seus dados no formulário abaixo que em breve retornaremos:

A importância do gesso antes da instalação do piso

O que é preciso fazer numa construção a maioria das pessoas já sabe, mas a grande dúvida de muita gente é a ordem que se deve adotar para cada serviço. Ao contrário do que se pensa, faz muita diferença começar por um serviço ou outro, isso porque dependendo daquilo que vai se fazer, um serviço pode estragar completamente o outro já pronto e até mesmo trazer danos materiais para o dono do imóvel. É por isso que hoje vamos falar sobre a importância de fazer o gesso antes de instalar o piso de madeira.

O gesso no teto e nas paredes

Nem todo mundo opta pela aplicação do gesso em sua obra ou reforma, porém, ele é utilizado por muitas pessoas porque deixa a parede muito mais lisa e com acabamento bem mais suave, valorizando a pintura. O gesso é utilizado tanto nas paredes como no teto.

Uma das preferências pelo gesso para acabamento final é porque ele é fácil de ser aplicado, não tem um custo muito alto e ainda é facilmente reparado caso sofra algum dano. Além de revestir a parede e o teto permitindo melhor toque e visual, o gesso ainda pode ser utilizado para vários detalhes que enriquecem a arquitetura e decoração dos espaços. Porém, mesmo trazendo tantas vantagens se não soubermos a hora certa de aplicar o gesso ele vai trazer muita dor de cabeça.

A hora certa de aplicar o gesso

Imagino que você esteja louco de vontade para ver como vai ficar seu piso de madeira novo instalado, não é mesmo? Mas, se você tiver muita pressa poderá se decepcionar com o resultado.

Imagine a seguinte situação: seu piso novo instalado, seja piso de madeira ou porcelanato. Limpo, brilhando, perfeito, sem nenhum arranhão. E em seguida um gesseiro derrubando massa, ferramentas, andando pra lá e pra com os pés sujos… Já deu pra imaginar o tamanho do estrago.

É por isso que o gesso sempre precisa vir antes do piso para que não tenhamos algumas surpresas desagradáveis como:

A-importância-do-gesso-antes-do-piso - ParquetSPManchas: considere sempre que o trabalho com gesso envolve água. Creio que você já sabe que piso de madeira e água não combinam de modo algum, certo? Muito menos água e gesso no seu piso de madeira! O trabalho com gesso pode causar manchas no piso e acabar com o mesmo.

Rachaduras: o gesseiro vai utilizar ferramentas diversas para conseguir fazer o trabalho. Vai passar com masseiras, vai utilizar escadas, réguas e ferramentas manuais. Considere tudo isso apoiado sobre seu piso de madeira novo, ou seu porcelanato delicado. Com certeza não vai dar nada certo e você corre o risco de encontrar rachaduras em função do serviço e do peso das ferramentas.

Peças soltas: anda pra lá e pra cá, arrasta isso e empurra aquilo, sobe e desce da escada, algum esforço de mal jeito numa tábua, e pronto, já está ela solta, acabada de instalar e já solta por que sofreu danos. Não é admissível isso, é?

Riscos: estes então serão certos se você fizer o serviço do gesso na parede e no teto depois de instalar o piso. Como disse anteriormente, o gesseiro vai utilizar muitas ferramentas, escadas e a masseira para conseguir preparar o gesso. Ele não vai conseguir trabalhar devagarinho para não riscar seu piso de madeira, afinal, certos movimentos são necessários e realmente não há como acreditar que o piso não sofrerá nenhum riso. Vai sofrer e muitos.

Além desses problemas, você terá um outro ainda maior depois de tudo pronto: limpar!

É por isso que o gesso na parede e no teto preciso ser feito antes de instalar seu piso de madeira ou qualquer outro material. O piso deve sempre vir por último, justamente porque enquanto há trabalho para ser feito as pessoas vão caminhar e transportar ferramentas e materiais por ali, então, para não ter problemas, o piso vem sempre depois!

Fonte: Parque SP

Para mais informações e pedido de orçamento para forros, pisos e divisórias drywall deixe seus dados no formulário abaixo que em breve retornaremos:

4 tipos de acabamentos para drywall

Quem disse que não se pode inovar com drywall?? Este sistema construtivo além de versátil e funcional é também esteticamente bonito e deixa seu ambiente mais elegante se usado com acabamento ideal para combinar com seu espaço. Vamos lá abaixo deixamos 4 tipos de acabamentos que podem ser usados nas paredes drywall sem medo:

PINTURA: como em alvenaria, as paredes de drywall podem ser pintadas normalmente com qualquer cor, com uma vantagem elas são lisas e não precisam de preparo para pintura.

CERÂMICA: sobre as placas de drywall recomendadas para uso de banheiro pode ser colocado azulejo ou cerâmica. Mas, cuidado! A fixação deve ser feita utilizando uma argamassa flexível tipo ACII ou ACIII.

TEXTURA: no drywall ainda pode ainda pode ser colocado textura sem medo, deixando seu ambiente ainda mais bonito e aconchegante!!

PAPEL DE PAREDE: por ter uma superfície lisa o drywall é ideal para receber papel de parede e deixar um acabamento perfeito! Apenas lembre-se de seguir as recomendações do fabricante para aumentar a durabilidade da aplicação.

Este slideshow necessita de JavaScript.


Para mais informações sobre instalação e venda de placas de drywall deixe seus dados no formulário abaixo que em breve retornaremos:

5 maneiras de usar drywall na decoração

Olá pessoal!! Para quem ainda não sabe o que é drywall, saiba que é o sistema de construção mais prático que consiste de placas em gesso que facilita e agiliza a construção de divisórias e paredes internas. Bom agora que você já sabe o que significa, fica aqui mais dicas de outras formas de usar o sistema drywall:

COMO SANCAS: imagesAs sancas feitas com drywall permite recortes e curvas dando mais liberdade a criação aos decoradores e arquitetos, além de ajudar na iluminação indireta, dando um toque especial.

 

 

kaza-80-arquiteta-sueli-adorniCOMO PAINÉIS: Você pode criar um grande painel com nichos iluminados e dar um toque especial a sua sala de estar, escritório, quarto do casal ou do bebê.

 

 

 

 

f5ce8351-0f9d-47e1-9a11-4f7a9810ff12HOME THEATER: Para esconder fios da TV e aparelhos eletrônicos, nada melhor que um home theater feito de drywall, além de estético ajuda também na acústica do ambiente.

 

 

lareira-revestimento-drywall.jpgLAREIRA: Uma prova da resistência do drywall é a possibilidade de se construir um lareira e para dar um toque de acabamento pode colocar granito ou placa cimentícia.

 

 

d7b071a717cfab2ca60cef3bf840126cBANCADAS DE BANHEIRO: Outra prova da resistência é o uso em lugares úmidos como o banheiro. Você pode criar uma bancada toda em drywall.

 

 

 

 

 

 

 


Para mais informações é pedido de orçamento deixe seus dados no formulário abaixo que em breve retornaremos:

Faça pequenas reformas com Drywall

As mais avançadas tecnologias no setor da construção civil não precisam necessariamente ser utilizadas na execução de novos empreendimentos. Elas podem estar presentes em simples reformas, e proporcionar inúmeras vantagens técnicas, estéticas e financeiras.
O sistema assegura uma reforma rápida, com prazo definido, gerando menos entulho ou transtornos e tem preço 50% mais acessível.

Cada vez mais popularizado no País, o sistema de paredes, forros e revestimentos em drywall é uma dessas tecnologias, e tem conquistado arquitetos e engenheiros, que optam por esse processo em seus projetos de reforma. O drywall oferece inúmeras vantagens, que podem gerar uma economia de até 50% na reforma, sem contar com a redução de até 30% no índice de desperdício e com os entulhos tão indesejáveis numa obra.

Vantagens

Em virtude da facilidade de instalação do produto, o período de execução é muito mais curto e definido. Uma parede de 3 x 10 m, por exemplo, é erguida em dois dias, contando com o acabamento. Primeiro ergue-se a estrutura metálica, executada com montantes de aço galvanizado, que vai do chão até a laje. Nela, parafusam-se as placas de gesso de uma face da parede. Em seu interior são fixadas as instalações elétricas e hidráulicas, que permanecem totalmente ocultas. Logo em seguida, vem o fechamento da outra face da parede.

gesso_acartonado

As paredes em drywall têm espessuras menores que as convencionais, o que aumenta a área útil entre 5 e 7 cm. Podem ser retas ou curvas, e receber qualquer tipo de acabamento: pintura, azulejo, mármore ou fórmica. Mesmo com paredes mais finas, o isolamento acústico em drywall é igual e. em alguns casos, até superior às alvenarias, porque utiliza painéis de lã mineral como revestimento entre as placas de gesso.

A mesma rapidez que se tem na aplicação, aparece na necessidade de uma futura manutenção. No caso de problemas hidráulicos ou falhas na fiação elétrica, por exemplo, o único trabalho é detectar o lugar exato, cortar a placa e reparar o defeito. Sem sujeira ou barulhos estrondosos, depois de feito o reparo, o instalador restaura a parede em drywall. 

e2c9537295383b47251f8b1ed7ceb53e

Para o seu conhecimento

O sistema construtivo em drywall é executado com placas de gesso, compostas por um miolo de gesso e aditivos, envolto por cartão especial. A soma desses elementos, resistentes a esforços de compressão, resultam em uma superfície de revestimento ideal para acabamento.

5

A Elegancy Forros comercializa e instala drywall, basta solicitar seu orçamento no formulário abaixo:

 

Fonte: Forum da construção

Gesso acartonado ou convencional?

Entre as tantas decisões de projeto, o profissional de arquitetura deverá sugerir para a sua obra a escolha entre o gesso convencional ou acartonado (drywall). Se você souber a diferença entre os dois materiais será mais fácil compreender o impacto que essa decisão trará para sua obra.

 gesso-e-drywall

Na utilização em forros os dois tipos de gesso têm a mesma finalidade básica: rebaixamento do teto para conformar ambientes e receber a iluminação projetada. O resultado estético será o mesmo, porém os detalhes técnicos de cada material faz com que o processo de execução seja bem diferente.

Para os dois materiais existem vantagens e desvantagens. Confira:

– Gesso acartonado (drywall)

 gesso-rebaixado-escritorio

É uma placa de gesso revestida de papel cartão. O gesso acartonado é constituído por chapas fixadas em peças de aço galvanizado que permitem configurar o forro para as exigências de cada ambiente. Pela maior resistência mecânica em relação ao convencional, no gesso acartonado evitam-se os problemas de trinca e, devido ao papel cartão que o reveste e isola, evita-se o problema de amarelamento.

O uso do gesso acartonado proporciona ganho de área útil por ter espessura fina. É um sistema de construção seca de rápida montagem. As chapas podem receber qualquer tipo de revestimento, aplicados diretamente, de forma convencional.

– Gesso convencional

 forro-de-gesso2

O gesso convencional é o mais conhecido, mas também o mais trabalhoso. Ele precisa ser lixado após a instalação, o que gera muita poeira. Antes de receber a pintura deve se aguardar alguns dias para a total secagem, sob o risco de amarelamento, o que torna sua execução mais demorada se comparada ao gesso acartonado. Porém, em compensação, é mais barato e a mão de obra para sua execução ainda é mais facilmente encontrada.

Para a escolha entre um material ou outro deve-se levar em consideração que o gesso acartonado é uma opção indispensável em alguns casos, como em obras comerciais e corporativas que requerem rápida execução ou em ambientes onde precisa ser evitada a sujeira. Em obras residenciais ainda sugerimos avaliar o custo-benefício. Se o tempo de execução não comprometerá o cronograma da obra e a sujeira não será um empecilho, é sugerido considerar o uso do gesso convencional, devido ao custo.

O gesso acartonado, como mencionado acima, ainda é mais caro, pois além das placas de gesso é necessário utilizar perfis, montantes, parafusos, fitas, entre outros materiais, além da mão de obra especializada.

Com cada vez mais empresas adotando o gesso acartonado a tendência é que a concorrência faça os preços ficarem mais competitivos e melhores para o consumidor.

Fonte: tema arquitetura


Para mais informações e pedido de orçamento deixe seus dados no formulário abaixo que em breve retornaremos: