10 vantagens do forro modular

Os forros modulados estão ganhando bastante espaço em escritório, ambientes corporativos e comerciais, isso porque esse material é produzido com alta tecnologia e oferece uma série de benefícios devido sua estrutura modular e metálica, atendendo a diversos projetos.

Elencamos abaixo 10 motivos para você instalar Forro Modular em seu comércio, escritório, salão de beleza, consultório, industria ou até mesmo residência, veja abaixo:

  1. EVITA DESPERDÍCIO: os forros modulares já vem cortados na medida certa, basta encaixar as placas sobre a estrutura de metal, evitando perdas, sujeira ou cortes.
  2. PRODUTO FLEXÍVEL: acompanha inclinações e vibrações naturais, evitando fissuras e rachaduras.
  3. FÁCIL MANUTENÇÃO: tanto do próprio forro, que é só desencaixar e trocar a placa danificada, quanto o acesso fácil a parte de iluminação elétrica, facilitando a manutenção.
  4. FACILIDADE DE INSTALAÇÃO DE ALARMES E DETECTORES DE FUMAÇA: muito recomendado para hospitais, consultórios, industrias. Além da facilidade de instalação destes dispositivos, importantes para estes setores, também há a facilidade de manutenção.
  5. ÓTIMO ISOLAMENTO TÉRMICO-ACÚSTICO: também muito importante para o setor hospitalar e clínicas, além do setor de teatro e cinemas.
  6. ESTRUTURA SIMPLES: gerando pouca mão de obra e projeto simples, baixando o custo de instalação e manutenção.
  7. DIVERSAS OPÇÕES DE ACABAMENTO: os forros modulares tem os seguintes painéis – PAINÉIS DE FORRO DE GESSO, PAINÉIS DE PVC, PAINÉIS DE LÃ DE VIDRO, PAINÉIS DE ISOPOR, sendo que em alguns destes em diversas cores, padrões e texturas diferentes.
  8. PRODUTO SEGURO: segue as normas de segurança registradas sob a norma NBR 9442.
  9. RESISTENTE A PRAGAS: por esta razão este é um excelente produto para ser usado nos setores hospitalares, industriais, clinicas, supermercados, lojas, entre outros.
  10. ÓTIMO CUSTO BENEFÍCIO: pois usa pouca mão de obra.


Para mais informações ou pedido de orçamento fale conosco pelo whatsapp https://wa.me/5511989398688 ou deixe seus dados no formulário abaixo que em breve retornaremos:

12 VANTAGENS DO FORRO MINERAL

perla-op-medOs painéis de forro mineral são fabricados com a utilização de minérios em bruto (rocha), são utilizados em ambientes internos onde garante ao ambiente controle acústico de primeira, proteção anti fogo e isolamento térmico.

Forro Mineral transmite ao ambiente um excelente acabamento, proteção contra ruídos e elevadas temperaturas, além de possuir uma alta gama de texturas e sistemas de instalação, resultando em uma ótima opção para serem aplicados em variados tipos de ambientes corporativos, restaurantes, hotéis, lojas, etc.

Produtos e Aplicações

productos_imagen_descripcion_3061Forro Mineral é uma opção de material cuja produção não agride ao meio ambiente, pois possui em sua formulação substâncias naturais que não são nocivas e que passam por constantes testes para atender aos requisitos internacionais de fabricação para assegurar variados certificados de qualidade.

As placas de Forro Mineral possuem características que garantem ao produto uma ótima resistência, pois passa por processos de compactação que resultam em pequenos índices de quebras nas bordas das placas durante o transporte e instalação do produto, sendo assim bem melhor aproveitado.

12 Vantagens do forro mineral:

  • Resistentes a até 95% de umidade relativa do ar.

  • Resistente ao calor.

  • Possuem 3 espessuras diferentes (15mm, 19mm e 40mm).

  • Dimensões dos painéis: 625x625mm/ 625x1250mm.

  • Montagem rápida e prática.

  • Econômico

  • Limpo

  • Evita desperdício

  • Controle acústico de primeira

  • Proteção anti-fogo

  • Isolamento térmico

  • Ação bactericida e fungicida

Este slideshow necessita de JavaScript.

Para mais informações e pedido de orçamento deixe seus dados no formulário abaixo que em breve retornaremos:

A importância do gesso antes da instalação do piso

O que é preciso fazer numa construção a maioria das pessoas já sabe, mas a grande dúvida de muita gente é a ordem que se deve adotar para cada serviço. Ao contrário do que se pensa, faz muita diferença começar por um serviço ou outro, isso porque dependendo daquilo que vai se fazer, um serviço pode estragar completamente o outro já pronto e até mesmo trazer danos materiais para o dono do imóvel. É por isso que hoje vamos falar sobre a importância de fazer o gesso antes de instalar o piso de madeira.

O gesso no teto e nas paredes

Nem todo mundo opta pela aplicação do gesso em sua obra ou reforma, porém, ele é utilizado por muitas pessoas porque deixa a parede muito mais lisa e com acabamento bem mais suave, valorizando a pintura. O gesso é utilizado tanto nas paredes como no teto.Uma das preferências pelo gesso para acabamento final é porque ele é fácil de ser aplicado, não tem um custo muito alto e ainda é facilmente reparado caso sofra algum dano. Além de revestir a parede e o teto permitindo melhor toque e visual, o gesso ainda pode ser utilizado para vários detalhes que enriquecem a arquitetura e decoração dos espaços. Porém, mesmo trazendo tantas vantagens se não soubermos a hora certa de aplicar o gesso ele vai trazer muita dor de cabeça.

A hora certa de aplicar o gesso

Imagino que você esteja louco de vontade para ver como vai ficar seu piso de madeira novo instalado, não é mesmo? Mas, se você tiver muita pressa poderá se decepcionar com o resultado.Imagine a seguinte situação: seu piso novo instalado, seja piso de madeira ou porcelanato. Limpo, brilhando, perfeito, sem nenhum arranhão. E em seguida um gesseiro derrubando massa, ferramentas, andando pra lá e pra com os pés sujos… Já deu pra imaginar o tamanho do estrago.É por isso que o gesso sempre precisa vir antes do piso para que não tenhamos algumas surpresas desagradáveis como:Manchas: considere sempre que o trabalho com gesso envolve água. Creio que você já sabe que piso de madeira e água não combinam de modo algum, certo? Muito menos água e gesso no seu piso de madeira! O trabalho com gesso pode causar manchas no piso e acabar com o mesmo.

Rachaduras: o gesseiro vai utilizar ferramentas diversas para conseguir fazer o trabalho. Vai passar com masseiras, vai utilizar escadas, réguas e ferramentas manuais. Considere tudo isso apoiado sobre seu piso de madeira novo, ou seu porcelanato delicado. Com certeza não vai dar nada certo e você corre o risco de encontrar rachaduras em função do serviço e do peso das ferramentas.

Peças soltas: anda pra lá e pra cá, arrasta isso e empurra aquilo, sobe e desce da escada, algum esforço de mal jeito numa tábua, e pronto, já está ela solta, acabada de instalar e já solta por que sofreu danos. Não é admissível isso, é?

Riscos: estes então serão certos se você fizer o serviço do gesso na parede e no teto depois de instalar o piso. Como disse anteriormente, o gesseiro vai utilizar muitas ferramentas, escadas e a masseira para conseguir preparar o gesso. Ele não vai conseguir trabalhar devagarinho para não riscar seu piso de madeira, afinal, certos movimentos são necessários e realmente não há como acreditar que o piso não sofrerá nenhum riso. Vai sofrer e muitos.

eucafloor-rodape-estilo-100mm-com-friso-branco-download

Além desses problemas, você terá um outro ainda maior depois de tudo pronto: limpar!É por isso que o gesso na parede e no teto preciso ser feito antes de instalar seu piso de madeira ou qualquer outro material. O piso deve sempre vir por último, justamente porque enquanto há trabalho para ser feito as pessoas vão caminhar e transportar ferramentas e materiais por ali, então, para não ter problemas, o piso vem sempre depois!Fonte: Parque SP

Para mais informações e pedido de orçamento para forros, pisos e divisórias drywall deixe seus dados no formulário abaixo ou fale conosco por whatsapp https://wa.me/5511989398688 que em breve retornaremos:

Pé-direito na medida certa

pe-direito1

Pensar na decoração de um ambiente pode ir além da escolha de cores, quadros, móveis e tecidos. A altura do pé-direito (medida do piso ao teto) influi diretamente na percepção do espaço. Quando rebaixamos o pé-direito, provocamos uma sensação intimista. Já quando o aumentamos, damos mais amplitude ao ambiente e também sofisticação.

Rebaixar o teto ou ampliá-lo depende de questões técnicas. Por isso, antes de reformar, tenha o projeto estrutural do espaço em mãos e siga o roteiro:

Quando rebaixar?

rebaixamento de teto, além de ter função decorativa, pode servir para passar uma tubulação elétrica ou de ar-condicionado, alterar os pontos de iluminação e até esconder partes da estrutura, como uma viga. Para esse tipo de obra, pode ser usado forro de madeira, mas, em geral, os materiais mais usados são placas de gesso e de drywall. Esta é a melhor hora de se fazer um projeto luminotécnico, que já prevê a iluminação embutida, o que contribui para tornar o ambiente mais agradável.

Um pé-direito confortável deve ter a altura mínima de 2,50 metros, já que uma porta tem em média 2,10 metros. Esta medida deve sempre ser levada em conta, pois um rebaixamento maior pode tornar o ambiente claustrofóbico. É preciso ter cuidado redobrado quando a obra é feita em apartamentos, que costumam ter o pé-direito mais baixo.

Dá para aumentar

Em imóveis mais antigos, que normalmente têm forro e não laje, é possível aumentar a altura do ambiente na hora da reforma. O aumento pode ser um ótimo recurso para ambientes comerciais, residenciais em praias ou lugares de clima muito quente, pois dá a sensação de ser mais arejado. É possível também aumentar o pé-direito seguindo a inclinação do telhado. O efeito é bem charmoso. O termo pé-direito duplo é usado para descrever um ambiente alto, mas não necessariamente duas vezes uma altura normal.

Evitando erros

Consertar depois da obra iniciada pode custar caro. O melhor é fazer um projeto com as alterações, que respeitem as alturas mínimas, prevendo os pontos de iluminação. É importante também verificar as condições do telhado ou da laje e conferir se não há infiltrações. Por ser uma obra de acabamento e ter de ser realizada junto à execução do projeto de iluminação, há um custo mais elevado. Por isso, o ideal é ter a orientação de um arquiteto para que enganos muito comuns não onerem ainda mais este item.

Para mais informações e pedido de orçamento fale conosco pelo whatsapp https://wa.me/5511989398688  ou deixe seus dados no formulário abaixo e nós retornaremos:

Forros minerais proporcionam isolamento acústico a cinemas, auditórios e escolas

WhatsApp-Image-2017-09-29-at-16.22.50-1024x768

Para isolar o som – seja em um auditório, teatro, escola ou hospital –, é requisito básico que a estrutura do ambiente seja condizente com o tipo de isolamento acústico necessário para a atividade do local. O forro mineral é um elemento fibroso que converte parte do som que incide sobre ele em calor. Quanto maior a parcela absorvida (e transformada em calor), maior o isolamento acústico. Com diversas especificações, possibilita diferentes tipos de isolamento acústico conforme as necessidades de cada espaço.

A variada gama de especificações e seu formato modular, que permite que a placa seja facilmente instalada ou removida, são as vantagens que tornam esse material um dos mais usados em projetos de isolamento acústico

APLICAÇÃO

Ideal para os mais variados ambientes internos, como espaços corporativos, comerciais, escolas, auditórios, cinemas, laboratórios e fitness, o forro mineral deve ser instalado sob coberturas que possuam tratamento térmico, como lajes, telhas metálicas tipo sanduíche preenchidas com material isolante

Caso a telha não seja tratada termicamente, deve-se colocar sobre o forro mantas ou painéis de lã mineral (lã de vidro ou lã de rocha) para que a temperatura não altere as características físicas dele

SUSTENTABILIDADE

O forro mineral é produzido com fibra mineral biossolúvel e compostos naturais livres de formaldeído, amianto ou qualquer substância nociva, não oferecendo nenhum risco ao meio ambiente e à saúde, sendo até mesmo recomendado a áreas mais susceptíveis, como hospitais, berçários e escolas

MANUTENÇÃO

Como o forro mineral é modular, sua limpeza não requer muito trabalho. A manutenção deve ser feita com pano seco ou bocal de aspirador, com uma escova de cerdas macias ou mesmo com uma esponja limpa.

A frequência dependerá do local onde está instalado e da qualidade de filtros do sistema de ar-condicionado. Eventuais manchas poderão ser retiradas umedecendo-se uma esponja com água e sabão neutro. Após remover o resíduo, limpe com pano limpo e seco.

Imagem