Vantagens do Piso Vinílico

O piso vinílico virou febre entre os condomínios que querem economizar e garantir qualidade e durabilidade dos pisos que adquirem. mas não só os condomínios, mas também é muito adquirido em reformas de escritórios, sendo um piso fácil de manter e limpar. Veja abaixo mais algumas vantagens dos pisos vinílicos, que você não sabia:

1.Sua capacidade de customização: é um piso que permite recortes, então da para formar desenhos com diferentes cores de piso. Além de dispensar o uso de juntas entre os ambientes, o que confere um aspecto de unidade entre os espaços.

piso-vinilico-desenhado

2.Resistência e Durabilidade: os pisos vinílicos são muito utilizados em espaços comerciais, principalmente em hospitais, justamente pelo fato de não ter juntas de dilatação e ser uma opção mais higiênica e fácil de limpar. Mas, também é usado em escritórios, escolas e outros locais de grande circulação, pois é um piso resistente e confortável.

piso-vinilico-em-hospitais

3. Propriedades Térmicas e Acústicas: Quem mora ou trabalha em prédios sabe que um dos maiores problemas são os ruídos causados na laje, poucos os projetos de edifícios contemplam soluções acústicas adequadas para minimizar os ruídos na laje. Ao pisar sobre o piso vinílico é possível verificar que os níveis de ruído são extremamente baixos, é um piso macio, que evita aquele “toc toc” de sapatos e absorve também o barulho dos objetos quando caem no chão. Também é um piso que oferece uma sensação térmica agradável, dispensando o uso de tapetes para solucionar o problema dos pisos “gelados”, justamente em função das suas propriedades térmicas.

piso-vinilico-madeira

4.Fácil Instalação e Manutenção: os pisos vinílicos são super práticos de serem instalados, podem inclusive ser instalados sobre outros pisos, desde que a superfície esteja nivelada e limpa. Para a fixação do piso o mais indicado é usar cola acrílica, indicada pelo fabricante. Em caso de avarias no piso, é possível recortar a parte avariada e substituir facilmente, já que o piso não necessita de juntas.

Fonte: arquidicas

Foto divulgação/internet

Para mais informações ligue (11) 2595-4700 ou deixe seus dados no formulário abaixo que retornaremos:

Instalação de Piso Vinílico

vinilico3

Sem cupins, barulhos ou manchas: os pisos vinílicos são o segredo de uma reforma rápida, bonita e sem dor de cabeça.  A instalação é fácil e rápida e a superfície precisa estar uniforme e limpa. Popularmente chamados de pisos de PVC, os pisos vinílicos reúnem muitas vantagens. O material não mancha, é antialérgico, muito resistente e com alta durabilidade, não faz barulho ao andar e tem diversas cores e formatos. A limpeza é feita apenas com pano úmido e representa uma alta economia para a obra.

Livre do “toc-toc” dos sapatos e do quebra quebra de longas reformas, este tipo de piso consiste em uma alternativa que vem ganhando espaço no mercado com sua variedade de cores, texturas, espessuras e padronagens.

O revestimento já é um velho conhecido de programas de decoração por sua rapidez na aplicação. Veja a seguir como levar essa praticidade para a sua casa.

Basta preencher o formulário abaixo e pedir um orçamento sem compromisso:

Foto divulgação/internet

Vantagens do piso laminado

 

piso-laminado-quarto-02

Piso laminado é um revestimento de piso – e algumas vezes de paredes – que apresenta um acabamento semelhante ao carpete de madeira, é resistente à abrasão, mas se destaca principalmente por ser um revestimento de fácil limpeza.

Vantagens do Piso Laminado

  • Baixo custo: O preço do piso laminado é muito inferior em relação ao piso de madeira;
  • Fácil limpeza: um dos diferenciais deste revestimento. Basta um pano úmido para limpar a maioria das manchas;
  • Fácil instalação: As placas do piso apresentam encaixe tipo macho-fêmea, que facilitam a instalação, além de apresentarem grande firmeza. Podem ser coladas ainda para garantir a união das peças.
  • Ecologicamente correto: As placas de piso laminado são compostas por compensado, da qual a maioria dos fabricantes já adotou o uso de madeira reflorestada de florestas certificadas.

crédito: site bem arquiteta

 

Para mais informações ligue (11) 2595-4700 ou deixe seus dados no formulário abaixo que retornaremos:

Piso Vinílico

vinilico

O piso em PVC ou vinílico é um piso ecológico e pode ser fabricado por meio de plásticos reciclados. Sua espessura é menor do que os pisos laminados, vai de 0,5 e 2mm. Pode ser aplicado em cima de um outro piso existente, sem causar danos ao piso vinílico, porém é preciso nivelar antes e não aplica-lo sobre o piso de madeira. Evite a aplicação em lugares úmidos e é preciso usar cola para fixar esse piso ao chão. Esse piso é mais silencioso e não absorve água o que é ótimo, pois facilita a limpeza e para quem tem animais de estimação dentro de casa, esse piso é o ideal. Esse tipo de piso é anti alérgico e resistente a queima de cigarros e fósforos.

Veja fotos abaixo de pisos vinílicos instalados no Condomínio no espaço ZEN e na BRINQUEDOTECA

vinilico

BRINQUEDOTECA

vinilico2

BRINQUEDOTECA

vinilico4

ESPAÇO ZEN

vinilico5

ESPAÇO ZEN

vinilico6

BRINQUEDOTECA

Para mais informações ligue (11) 2595-4700 ou deixe seus dados no formulário abaiso que retornaremos:

PISO LAMINADO OU VINÍLICO? QUAL O MELHOR?

Quando estamos construindo, sempre buscamos por materiais de construção que são de qualidade e que possui o melhor acabamento. Uma dúvida que fica é usar piso laminado ou vinílico? Qual o melhor? Pois há uma diferença entre eles e o piso em PVC ou conhecido como vinílico. Nos Estados Unidos e na Europa são usados o piso vinílico e aqui no Brasil, são usados carpetes de madeira e também o laminado.

Escolhar-piso-laminado-ou-vinilico-660x194

PISO LAMINADO OU VINÍLICO? QUAIS AS DIFERENÇAS

O piso laminado é um piso de madeira com revestimentos em lamina melamínico que é um produto que imita madeira. Esse piso tem uma espessura de aproximadamente 7 e 8mm, ele tem uma alta resistência e alguns pisos de madeira possuem um acabamento que é anti cupim. O sistema de aplicação do piso laminado começa pela aplicação de uma manta para melhorar a acústica e evitar a umidade e depois aplica-se as placas encaixando-as. Não é preciso fazer uso de cola para o acabamento. É uma instalação rápida e esse processo é feito para diminuir os ruídos do carpete, porém mesmo com a manta, ainda faz um pouco de ruído. O piso laminado tem grande durabilidade. Esse tipo de piso não pode ser aplicado em cima de outros pisos.

Piso-Vinílico

Já o piso em PVC ou vinílico é um piso ecológico e pode ser fabricado por meio de plásticos reciclados. Sua espessura é menor do que os pisos laminados, vai de 0,5 e 2mm. Pode ser aplicado em cima de um outro piso existente, sem causar danos ao piso vinílico, porém é preciso nivelar antes e não aplica-lo sobre o piso de madeira. Evite a aplicação em lugares úmidos e é preciso usar cola para fixar esse piso ao chão. Esse piso é mais silencioso e não absorve água o que é ótimo, pois facilita a limpeza e para quem tem animais de estimação dentro de casa, esse piso é o ideal. Esse tipo de piso é anti alérgico e resistente a queima de cigarros e fósforos.

QUAL TIPO DE PISO ESCOLHER: LAMINADO OU VINILICO

Depois de conhecer os prós e contras de cada piso, revise o que você deseja, quais são as suas necessidades e qual o seu gosto pessoal para piso. Analisando esses fatores é possível escolher o tipo de piso que mais combina com a sua necessidade, sendo que cada um deles tem aspectos diferentes e podem ser bons ou ruins, dependendo da ocasião. Ao escolher o piso que deseja colocar em sua casa, pesquise por preços menores, evite pagar mais caro.


Para mais informações acesse nosso site http://www.elegancyforros.com.br ou ligue (11) 2595-4700, você pode deixar seu pedido de orçamento em nosso formulário abaixo:

Qual a diferença entre piso laminado e piso vinílico??

pisos-laminado-vinilico

Quer reformar a casa sem perder tempo?? Existem dois tipos de pisos incríveis que ajudam você a reformar de forma rápida e sem sujeira, são eles: PISO VINÍLICO e o PISO LAMINADO. Mas qual será a diferença entre eles, isso é o que vamos explicar no post de hoje 🙂

PISO VINÍLICO:

Do que é feito: o piso vinílico é feito com cloreto de vinila, ou PVC. O material vem em placas, réguas ou mantas.

Vantagens: abafa ruídos de passos e ajuda a conservar a temperatura dos ambientes. Como é protegido por resina de poliuretano, mancha muito pouco e é antialérgico. E não faltam opções de estampas! O produto pode ter desde cores vibrantes à aparência discreta.

Instalação: O contrapiso deve estar bem nivelado,  para criar essa superfície, a melhor maneira é aplicar uma massa niveladora, composta por cola e cimento. Com a mistura é possível aplicar o piso sobre superfícies não tão lisas, como cerâmica ou pedras polidas. O passo seguinte é colar ou encaixar o revestimento e esperar secar. É uma má ideia instalar o vinílico sobre materiais que podem apodrecer, como madeira e laminado.

Limpeza:  resiste a manchas e à proliferação de bactérias. No dia a dia, basta varrer com uma vassoura de pelo ou passar um rodo com pano umedecido. Se quiser uma limpeza mais profunda, use tecido com água e sabão neutro.

Onde instalar: deve ser instalado em ambientes internos que receba pouca luz

PISO LAMINADO:

Do que é feito: é composto por camadas de materiais derivados da madeira, como aglomerado e painel de madeira de alta densidade (HDF). A camada superior recebe uma estampa decorativa, impregnada com resina. O revestimento vem em réguas; pode ser instalado por encaixe ou cola sem cheiro.

Vantagens: Muito fácil de instalar, pode ser usado 1 dia após a instalação, em caso de mudança, pode ser levado para casa nova e reinstalado, é considerado flutuante, ou seja, o piso é de fácil adaptação, duração média varia de 5 a 16 anos

Instalação: também precisa de um contrapiso seco, limpo e nivelado, mas aceita variações de até 3 mm a cada 1,5 m de extensão. Por isso, pode cobrir pedra, concreto e cerâmica, desde que a superfície receba uma manta regularizadora, feita dos plásticos polietileno ou poliuretano. O produto pode ser instalado com cola ou com sistema de encaixe. É preciso deixar um espaço de dilatação entre as bordas do piso e a parede. E também vale à pena contratar um instalador, que pode avaliar o contrapiso.

Limpeza: Limpe o laminado com aspirador de pó ou vassoura de cerdas suaves passados no sentido das réguas – mas cuidado para não raspar a superfície. Depois passe um pano úmido com sabão neutro (lembre de torcer bem). Manchas exigem detergente e álcool. Tinta, verniz e graxa saem com querosene, tíner ou aguarrás.

Onde instalar:  vai bem em áreas secas e com temperatura amena, com quartos, salas ou escritório

Bom pessoal, é isso espero que tenham gostado das dicas!! 🙂 Lembre-se de que se estiver fazendo reforma ou construindo peça nossa consultoria e orçamento sem compromisso através do nosso formulário de contato ou ligue (11) 2595-4700, estamos localizados na cidade de Santo André. Um grande abraço!! e até mais!! 🙂 🙂


Fonte: revista casa
fotos: divulgação

 

Drywall: entenda como funciona essa tecnologia e como pode ser aplicada

 

 

imagem-sistema-drywall1

Drywall é uma tecnologia moderna de construção civil que substitui as paredes de alvenaria, feitas de tijolos ou blocos assentados com massa de cimento. O termo significa “parede seca”. É o sistema mais utilizado em paredes e forros na Europa e nos Estados Unidos e vem ganhando espaço no Brasil por ser um processo rápido, econômico e racional.

As paredes feitas em drywall são compostas por uma estrutura de aço galvanizado e chapas de gesso de alta resistência, aparafusadas em ambos os lados. Têm medidas precisas e são projetadas para suportar, com segurança, dispositivos como portas, armários e estantes.

São mais flexíveis que construções de alvenaria, permitindo soluções criativas. Na hora da montagem, o drywall significa rapidez e limpeza, já que a execução gera pouco entulho. Além disso, proporciona uma qualidade superior de acabamento. A parede oferece uma superfície lisa e pronta para receber qualquer tipo de acabamento, seja pintura, azulejo, pastilha ou mármore, entre outros.

Manutenção e reforma se tornam processos mais fáceis que nas paredes comuns. As instalações elétricas e hidráulicas passam pelo interior das paredes, agilizando o acesso. Se ocorrer um vazamento de água, por exemplo, basta fazer um recorte na chapa para permitir o conserto do encanamento. Depois a parede é fechada com o mesmo pedaço de chapa. Um profissional especializado executa o serviço em um dia, dispensando quebra-quebra, evitando sujeira e transtornos.

Outra vantagem da tecnologia drywall é poder ser utilizada sem nenhum problema nas áreas úmidas, como banheiros e cozinhas. Nesse caso, são indicadas as chapas verdes, resistentes à umidade e com proteção antifungo. Para isso, a impermeabilização segue o procedimento básico, o mesmo para qualquer área úmida de alvenaria.

Mesmo as paredes sendo menos robustas, nem de longe isso significa menos conforto ou proteção. Além de oferecer ótimo isolamento acústico, as propriedades das chapas de gesso contribuem para controle da temperatura. Desse jeito, o ambiente fica mais fresco no verão e mais quente no inverno. Para completar, o drywall apresenta boa resistência em caso de incêndio. Em áreas que necessitam de uma proteção maior, são colocadas chapas especiais, resistentes ao fogo.

Como o drywall pode ser aplicado?

É uma solução criativa e moderna que pode ser utilizada tanto em projetos corporativos quanto residenciais. Confira abaixo alguns exemplos da sua aplicação. Nas imagens, veja projetos em drywall assinados pelos membros da CasaPRO.

 

Ganhando espaço:

As paredes de drywall são mais finas que as de alvenaria. Isso permite que o espaço seja mais bem aproveitado, ganhando área útil. É excelente para montar pequenos ambientes, como uma copa utilitária e discreta no escritório, ou transformar aquele espaço embaixo da escada em um armário.

Antecipando reformas: 

Quando o projeto for de reformas no imóvel, ela permite praticidade, limpeza e economia. Um casal que prevê a chegada de filhos já sabe que vai precisar adequar o imóvel conforme mudanças forem surgindo. Dá para construir o quarto do bebê, redimensionar a sala ou ampliar a cozinha com toda tranquilidade – o que seria bem mais trabalhoso com paredes de alvenaria.

Decoração e iluminação: 

 

Recortes nos fornos e paredes são aplicados com função decorativa. Além disso, é possível criar uma iluminação diferenciada, que valoriza todo o projeto do ambiente.

 

Atendendo exigências acústicas: 

 

É ideal para ambientes que necessitam de proteção sonora, como casas de show, cinemas e auditórios. Pode ser na montagem do home theater ou em um espaço reservado para assistir a filmes com qualidade de cinema. Também é uma solução para casas ou ambientes geminados, onde barulhos gerados por um vizinho podem atrapalhar o outro.

 

Montando nichos: 

 

O drywall permite que nichos sejam montados, além de prateleiras, bancadas e painéis. É uma solução não apenas funcional, mas que atende a necessidades estéticas. Prateleiras de vidro ou qualquer outro material são fixados entre as placas de gesso para montar estantes, é possível embutir bancadas de mármore ou granito. Já os painéis podem abrigar os aparelhos eletrônicos ou eletrodomésticos, além de esconder detalhes como vigas, fios, dutos.

Funcionando como divisória:

O drywall oferece a mesma resistência e todas as vantagens de uma parede de alvenaria, porém, a sua montagem e deslocamento são muito mais práticos. Excelente para ser usado como divisórias de escritórios e demais ambientes corporativos, garantindo maior tranquilidade quando for preciso reconfigurar o ambiente.


Gostou da tecnologia Drywall? Peça um orçamento sem compromisso, através de nosso formulário abaixo: